jusbrasil.com.br
29 de Janeiro de 2022
    Adicione tópicos

    O que é ser um gestor de um escritório de advocacia?

    Advocacia na prática

    Matheus Adriano Paulo, Advogado
    Publicado por Matheus Adriano Paulo
    há 6 meses


    Investir em conhecimento técnico é o melhor modo de se construir uma carreira. Afinal, você consegue abrir portas que antes não estavam abertas para você.

    Porém, para transformar a advocacia em uma atividade lucrativa e rentável, é preciso ir além do currículo. É preciso saber ser um advogado gestor do seu escritório ou do escritório em que você está associado.

    Você já deve ter visto muita gente com currículos excepcionais e que, por algum motivo, não prosperam na advocacia. Uma coisa precisa complementar a outra: Você deve ser um excelente advogado, mas também um excelente gestor.

    Mas o que vem a ser um advogado gestor?

    Gestor é o advogado responsável por fazer o escritório girar, crescer e evoluir gradativamente. Longe de querer explorar a fundo as funções do gestor, mas pretendo aqui trazer alguns insights sobre as responsabilidades iniciais deste profissional.

    Imagina que você acabou de se formar, decidiu abrir o seu escritório. Você faz lá um determinado investimento e literalmente começa.

    E ai?

    “Não dá para ficar sentado esperando o cliente chegar”

    E é aqui que você começa a trabalhar como gestor do escritório

    Primeiro:

    O gestor de um escritório recém aberto deve focar sua atenção em quem está próximo.

    As pessoas precisam saber que você começou a advogar, que você está iniciando na advocacia, que elas podem te procurar, quais áreas você irá trabalhar, e onde você está atendendo e qual o seu telefone.

    Ter uma visão ampla do mercado faz com que o gestor crie estratégias mais concorrentes, ganhando, nesse caso, maior destaque.

    Veja: Não é a postagem no feed do teu Instagram que vai te atrair clientes, mas a notícia de que você começou a advogar ou as pessoas saberem de alguma forma que você está advogando. Melhor ainda se você já tiver nichado a sua área de atuação. Criminal, por exemplo.

    Divulgue-se entre os seus amigos, parentes etc. São esses os seus primeiros clientes (goste você ou não). Dedique-se a participar dos eventos sociais da sua cidade, apresente-se como advogado e deixe um cartão de visita (físico ou digital).

    Desceu o elevador com alguém e surgiu a oportunidade e você se apresentou? Deixe o cartão com a pessoa. São pequenos atos como este que te destacam como advogado no início de carreira.

    Ao mesmo tempo, não saia abordando todo mundo dizendo que você é advogado. Tem que existir um equilíbrio.

    Enquanto você ainda tem bastante tempo, você deve criar um plano de ação semanal. Por exemplo: Tirar um dia da sua semana (=segunda-feira) para definir estratégias de captação de clientela.

    É isso que um gestor faz.

    Você não pode somente trabalhar em cima do que você já tem, o advogado tem que pensar no que ainda não tem, mas que são mercados que você pode explorar.

    Segundo:

    O gestor de um escritório deve investir (tempo) em conhecimento de gestão e marketing. Se você não sabe gerir, aprenda com quem sabe, faça a sua lição de casa: Aprenda quais aplicativos utilizar, utilize-os, aplique o que quem ensina sobre gestão ensina.

    Por conta da tecnologia, os advogados têm maravilhosas ferramentas que ajudam na gestão do escritório e no marketing jurídico, e na gestão de tempo.

    Por exemplo, existem softwares jurídicos com versões gratuitas e que faz com que o advogado gerencie o financeiro e o administrativo do escritório de maneira fácil. Existem formas de estruturar planilhas no Excel automatizadas. Você pode utilizar o Evernote para anotações diárias sobre as ideias que surgem, dentre outras inúmeras possibilidades que você tem.

    É claro que no começo, você não precisa necessariamente contratar softwares ou cursos pagos. Utilize o Youtube e outras redes (como esta que você está lendo este texto, por exemplo) para adquirir conhecimento. Mas utilize.

    Cada aprendizado extraído de um artigo ou de um vídeo é algo que deve ser anotado e aplicado!

    Terceiro:

    O gestor de um escritório deve desenvolver competências comportamentais de um advogado gestor

    Automotivação, estabilidade emocional, liderança, comunicação interpessoal, relacionamento interpessoal, inovação, criatividade e organização são pontos que você deve saber trabalhar.

    Transformar-se em um advogado gestor é um desafio e precisa de disponibilidade para o aprendizado, mas os resultados compensam. Eu não nasci gestor, mas aprendi com muitos erros o que fazer para o escritório prosperar. Eu poderia ter economizado muito tempo se eu tivesse estudado sobre gestão antes.

    Veja, é muito comum o advogado gerir mal o seu tempo e dedicar boa parte do seu tempo em trabalhos que já tem. Porém, nessa agenda lotada que temos, algumas horas por semana devem ser dedicadas exclusivamente para trazer novos clientes para o escritório.

    Para isso, o advogado tem que ter disciplina, não se dar por vencido mesmo em um mês ruim. Se surgir aquele desanimo em razão do momentâneo insucesso, tem que ter persistência, paciência, e saber lidar com todas as emoções que surgem neste período de transição do início da advocacia para uma advocacia estável. Não estou dizendo que é fácil, mas a boa notícia é que gestão se aprende!

    Estes três pontos são o ponto de partida e aplica-se tanto para o advogado gestor dono do escritório como para o advogado gestor associado do escritório.

    O associado só vai prosperar, só vai ter clientes, aumentar o faturamento, ter boas ações, quando aprender também a lidar com o processo de gestão. Gestão não é exclusivo de sócios, mas de toda a equipe. Se você não souber gerir os processos e os prazos, você vira refém destas atividades e não dedica mais tempo para outras atividades que poderiam te dar retorno financeiro.

    Além destas breves considerações, é importante frisar acerca dos demais textos que venho publicando sobre gestão de escritório. Todos eles são complementares um ao outro, afinal de contas, gerir não é fazer uma coisa só, mas várias coisas ao mesmo tempo, e em pouco tempo!

    Espero que goste, e comente se você tiver alguma opinião sobre o assunto!!

    Se você se interessou por este conteúdo e quer saber mais sobre Carreira na advocacia, gestão de escritório, precificação de honorários e outros assuntos correlatos, me segue lá no meu Instagram, @matheusadrianopaulo, ou no canal do Youtube!

    Um abraço e uma excelente semana!

    2 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    A parte mais difícil é a gestão, não a parte de gerir, em si, mas a parte de não desanimar rsrsrsrs continuar lendo

    Verdade!! Esse teu comentário me ajudou a pensar a produzir um vídeo e um texto sobre o assunto. Esse ponto é muito importante!! Como não desistir ou desanimar diante de tantas dificuldades e tantas tarefas diárias!! continuar lendo